Em 2015 a missão reviver estará completando 15 anos do nascimento de uma nova visão sobre missões, uma visão que não está somente direcionada em obter resultados a curto prazo, uma visão além de números, estatísticas, uma visão que enxerga as dificuldades que os missionários passam para cumprir o seu ministério.

Vários missionários transculturais servem em campos onde há muitas dificuldades e sofrimento mas pouco cuidado e apoio, esses missionários exercem os seus ministérios em contextos difíceis, enfrentando dificuldades em especial os brasileiros, que geralmente vem de famílias que tem muita interação e cuidados mútuos, e infelizmente muitas vezes não é dada a atenção devida a essas necessidades.

Em agosto de 2014 o missionário Josinaldo Cavalcante esteve em Sergipe, onde na oportunidade compartilhou o quadro em que vivem muitos missionários, além das angustias vividas no campo os missionários sofrem com a carência de recursos para realizarem o seu ministério e manutenção de suas famílias.

Esse quadro de isolamento muitas vezes leva os missionários a depressão, que resulta em uma luta árdua e solitária para superar a dor que muitas vezes culmina na volta do missionário ao seu país de origem, desanimado, traumatizado e até mesmo com crise em sua fé.
A visão da Missão Reviver é justamente de oferecer apoio moral, psicológico, espiritual e financeiro aos missionários, em especial aqueles que laboram nesses contextos descrito acima, não se limitando as fronteiras denominacionais, metodológicas, ou ideológicas, desde que o missionário esteja comprometido em levar as boas novas da salvação na pessoa de Jesus Cristo.

O Resultado da ação da Missão Reviver tem sido a manutenção de vários campos missionários ao redor do mundo, através do cuidado direto aos missionários que laboram nesses campos, se observarmos o impacto da Missão Reviver sobre os seus ministérios, constataremos que esses missionários se tornam mais produtivos, contribuindo para que o mundo possa ouvir as boas novas do evangelho.