placa

Placa de proibição de entrada em terra Indígena

A pregação do Evangelho hoje no Brasil enfrenta um período de forte oposição pelo preconceito, difamação e ostracismo, mas na polêmica sobre a pregação aos índios, reside um dos maiores obstaculo a disseminação do Evangelho em nosso País. A Funai (Fundação Nacional do Índio) tem adotado uma postura contraria a presença de igrejas nas reservas indígenas,  além de dificultar o acesso de missionários as tribos que há anos recebem apoio espiritual e social, alegando a proteção dos índios e de suas culturas, o governo tenta barrar os trabalhos missionários que não pregam apenas uma religião, mas promovem programas de educação e saúde. Em  janeiro de 2008  a Funai decidiu excluir as igrejas evangélicas das reservas indígena,  sob pretexto de proteção a pureza cultural dos índios, mesmo quando isso resulta em infanticídios e outros atos contra ao direito universal da vida. Em 2014 o Missionário Gerson Felix da Igreja Assembleia de Deus no Estado de Sergipe foi enviado para CENTRO DE TREINAMENTO CANAÃ situado no Estado de Rondônia no meio da selva amazônica, aonde ele tem realizado o trabalho de preparação de indígenas que já aceitara a Jesus preparando-os durante  dois anos de curso para que eles possam repassar a mensagem do evangelho para outras tribos principalmente aquelas que atualmente a Funai proíbe  a entrada de missionários.

sala

Missionário Gerson Félix lecionando para obreiros indígenas.

O centro foi inaugurado no início deste ano e durante esse ano foram matriculados 50 alunos de 8 aldeias, a primeira turma é composta por várias tribos vindo de outros Estados do Brasil, como Acre, Mato Grosso do Sul e Rondônia e Amazonas. Depois de preparados,  eles são enviados para locais onde os missionários não indígenas muitas vezes são barrados. O Missionário ainda dá assistência à igreja indígena em Pimenta Bueno, Estado de Rondônia, visitando as aldeias em que os alunos do Centro atuam e é permitido a entrada de missionários, além de realizar cultos e pregações em muitas aldeias. Um dos grandes resultados e benefícios da evangelização é o questionamento e rejeição, entre os índios cristãos aos costumes tribais contrários ao direito universal da vida, com sacrificar e matar crianças índias, esse resultado é apenas uma extensão natural do poder que o Evangelho tem de oferecer e defender a vida. A Missão Reviver através do Missionário Gerson Felix e da ação anônima dos seus sócios e contribuintes tem possibilitado que as portas para  a pregação do evangelho dos povos indígenas em nosso país continuem abertas, garantindo assim a oportunidade deste povo receber a cultura da vida que o Evangelho oferece.